terça-feira, 15 de maio de 2018

Peso

Olá!

O verão está à porta e as pessoas (mais o público feminino) parece que fica "louco" com as dietas e alimentação Detox, conheço casos de quem se pese diariamente, o que não é bom.

A verdade é que a pesagem diária não é garantia de nada, uma vez que a gordura é metabolizada e só permite saber se a pessoa engordou após uns quatro dias do consumo do alimento. Além disso, outros fatores, como mau funcionamento do intestino, hormonas e atividade física também interferem.
Como a perda de peso saudável deve ser gradual (aprox. 500 g por semana), chegou-se à conclusão de que o ideal é subir na balança semanalmente ou até quinzenalmente

Imagine o quanto demorou para se formar esse depósito de gordura no seu corpo. Acha que devia ser super rápido para esse depósito ser eliminado, quando começamos a fazer uma reeducação alimentar?
Não é de uma hora para outra que engordamos e o processo de emagrecimento também não é assim… Perder peso de forma saudável leva tempo!

Claro que podemos sempre ser mais bem acompanhados por especialistas que nos ajudem a reeducar a boca e a mudar hábitos, e não é fácil, há vários factores que nos complicam a vida, as tentações sempre há vista e a parte financeira não ajudam, pelo menos são as queixas que mais ouvimos diariamente.

"Comer bem é caro porque os alimentos mais saudáveis são mais caros." 

Não necessariamente, há uma enorme diversidade de escolhas, cada vez mais acredito que isto é uma desculpa e profunda falta de conhecimento do mercado. SIM há coisas mais caras e SIM há alternativas mais baratas. 

"Já tentei a "dieta da água", mas continuo cheia de fome, e acabo por comer um prato cheio!"

Sabem o que é a dieta da água? É beber um ou dois copos de água antes da refeição. Mas, só água, não chega.
Esta dica é de ouro, foi o meu farmacêutico que deu, uma vez que devido ao leite materno não podia tomar suplementos, o melhor a fazer é comer uma maçã e de seguida um copo de água, 15 a 20 minutos antes da refeição.
A maçã é uma fruta rica em fibras, já experimentaram cozer? Já viram o que acontece? Ela expande, e é exactamente o que vai acontecer no nosso estômago. A maçã com o copo de água vai expandir, mas o ideal é ser no mínimo 15 minutos antes da refeição, uma vez que é o tempo que leva a informação de saciedade a chegar ao nosso cérebro, o que vai permitir comer menos, mesmo que tenha uma montanha de comida no prato, não vai conseguir comer tudo sem se sentir a "rebentar pelas costuras".

"Não sei cozinhar!"

Vá lá malta, isto é verídico, e para mim uma das mais esfarrapadas, quer dizer, não sabe cozinhar mas soube engordar? Simples, agora aprende a emagrecer sem engordar, toca a mudar de restaurantes, é simples.

" Não sei como começar!"

Saber como começar, sabemos sempre, não haverá é muita vontade. Uma das grandes dificuldades já sabemos que é o sabor rico das confeções que mais mal nos fazem, as fast foods, por exemplo. Partindo do princípio que as pessoas que pensem assim sabem cozinhar, enriqueçam mais os cozinhados com as especiarias em vez de os encher de gordura! e lembrem-se que maior parte dos fritos podem ser feitos no forno, poupando o nosso organismo ao óleo. Não faça um corte radical, vá substituindo os alimentos, por outros. apetece um doce? Coma uma laranja sumarenta, pêra, maçã... coma algo mais natural!

"Tenho crianças em casa, é impossível comer de forma saudável."

Esta é umas das desculpas que ,ais confusão me faz. Eu sou mãe, tenho dois filhos, às vezes dá-me preguiça para cozinhar, e faço coisas mais rápidas e por vezes menos saudáveis, mas comer saudável não significa não comer gordurinhas de vez em quando, vá lá, às vezes apetece mesmo um bife com um ovo a cavalo! Mas por eles faço um esforço de lhes dar comida saudável pois eles têm de ter bosn hábitos alimentares, e é de pequenino que se torce o pepino. Bifinhos grelhados e comida a vapor tem sido das minhas últimas confeções cá em casa!




"Não gosto de Comida de Dieta!"

Eu também não gosto, detesto algumas leguminosas, sou esquisita com as barrinhas de cereais e alimentos Light, e para mim, comida de dieta é idêntico a comida de hospital! Vá, estou a ser sincera, não faço nem nunca fiz uma dieta, a única coisa que fiz foi experimentar novas coisas e confecções, por exemplo, comida a vapor? Eu pensava que não ia saber a absolutamente nada, e afinal enganei-me, pois os alimentos mantêm o seu sabor e ficam mesmo tenrinhos! Os grelhados? Passa-se o mesmo, se retirarmos as gorduras e substituirmos por certas especiarias, ficam muito mais saborosos e podemos mesmo cortar no sal!


segunda-feira, 30 de abril de 2018

Rosa de Jericó

Já alguns de vós ouviram falar nesta planta, para alguns uma boa fonte de energia positiva, para outros uma bela e simples decoração da casa.

Energética ou não, o certo é que as coisas têm vindo a melhorar um bocadinho de dia para dia! Comprei-a por ser uma planta que não precisa de muitos cuidados, eu sou uma despassarada com plantas e as de terra nunca duram mais do que meras semanas.

Esta menina só precisa de água! Ela vem seca, enrolada em si própria e vai abrindo conforme a humidade em que se encontra, neste caso na água. 
É uma planta do deserto, rola sobre si pelas dunas até encontrar um bom canto com humidade q.b. para se reproduzir, enraizando nas areias. Quando a humidade não é suficiente, esta recolhe as suas raízes e continua a sua viagem até à próxima paragem, levada pelos ventos do deserto! Gostava de dizer que me identifico com esta planta, é uma espécie de nómada, mas eu não posso andar por aí sem destino, tenho duas pestinhas que precisam de estabilidade e eu não me importo.

Há lendas e orações ligadas a esta pequena, tudo bastante religioso. Esta é uma planta fantástica pois não dá trabalho, suga as energias negativas e exala energias positivas. Já esteve castanha (segundo algumas leituras por aí significa que está carregada de energias) e após mudar a água e a deixar por 5 segundos debaixo de água ela ganha a sua cor verde novamente.

Pode ficar completamente submersa ou não, há quem a deixe dentro de aquários balão completamente submersa, adicionam ainda moedas ao aquário como uma forma de chamar dinheiro e prosperidade à sua vida.

No dia em que nos cansar-mos de a ver, não há necessidade de a deitar fora, basta deixa-la secar pois ela volta a enrolar-se sobre si e, quando tiver saudade, volta-se a pôr em água e ela volta a abrir. Pode estar em estado seco durante vários anos, não são fáceis de encontrar para quem não sabe bem onde procurar. Pensava que só as conseguia a um preço absurdo nas feiras (como na Amadora que uma vez há bastante tempo queriam 15€ pela planta), mas se encontrarem lojas esotéricas conseguem comprar 3x mais barato.

Eu gosto dela não só pelo facto energético como estético, fica bem num prato fundo, numa taça, num aquário, não precisa de luz solar, o que por aqui é complicado quando não está ninguém em casa, e já a tenho à umas semanas verdinha e fresquinha!

Vocês já tinham ouvido falar? Possuem alguma? Terá mesmo este papel de reciclar as energias do ambiente onde se encontra inserida?

Beijinhos

Pat**

domingo, 1 de abril de 2018

Páscoa Feliz!

Eu era para ter vindo mais cedo, mas não ando com muito tempo... mas tenho uma gira para vos contar!

Antes de mais nada, desejo a todos uma boa Páscoa, ou o que resta dela!



Agora, a história desta Páscoa que me fez rir muito!
Lá no café onde eu trabalho, oferecemos umas amêndoas com o café, há pessoas que aceitam, outras não, mas houve um cliente que pediu um café, eu coloquei o açúcar e a amêndoa no pires, depois o café. Ora ele coloca o açúcar no café, bebé, e prepara-se para ir embora, eu recebo o dinheiro e digo "Não se esqueça da sua amêndoa!", ao que o cliente responde "Ah não, obrigado, eu não como açúcar!"
E foi embora... e eu pensei... mas ele pôs açúcar no café!!!
E lá me ri, sozinha, com a situação.

Cá em casa o meu mais velho teve uma manhã de aventura, andou à procura de ovos deixados pelo coelhinho da Páscoa, ficou muito contente mas calma, não se encheu de chocolates, felizmente ele não é muito de chocolates.

Até à próxima visita!

Beijinhos

Pat

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Conversas de Mãe

Logo pela manhã vejo o que me custa sair da beirinha dos meus meninos, não é fácil, estive, durante estes últimos seis anos, sempre ao lado do meu mais velho, e no último ano, ao lado do mais novo, arranjar um emprego não foi fácil, especialmente entrando tão cedo e ter de os deixar na ama ou na avó, mas todos temos que fazer sacrifícios para lhes darmos uma vida um pouco melhor.
Custa muito sabem, é nestas alturas que vejo o quão difícil é neste país ter filhos, o meu mais novo não entrou na creche, foi muito chato para mim, ainda por cima ficaram logo os dois doentes antes de eu começar a trabalhar! Este tempo também não ajuda, ora está frio, ora está calor. Ainda me estou a adaptar aos horários, acordar de madrugada não é para qualquer um(a) quando tenho um pequeno que as vezes se lembra de mamar durante a noite, é logo sono interrompido, as vezes posso adormecer, espero que não aconteça nunca hahaha!
O que me move para trabalhar, é sem dúvida dar uma vida melhor aos meus filhos sem depender da ajuda monetária da mãe, que foi o que aconteceu especialmente no último ano e meio.
Foi-me dada uma oportunidade da qual eu não quero abdicar, aceitaram-me mesmo sem ter experiência profissional, o que é mesmo muito bom numa altura em que ninguém quer perder tempo a ensinar o que quer que seja às pessoas, é deveras um ponto chato.
Espero que todos os sacrifícios que farei valham a pena, deixar os meus meninos, mais o pequeno pois o mais velho já está no primeiro ano, parte-me o coração! Especialmente por saber que no primeiro aniversário eu não vou estar com ele... sem crise para ele, pois não percebe, mas é algo que me deixa de rastos... mas é pelo melhor para eles, talvez no futuro não torne a acontecer!

Acho que os aniversários dos filhos deviam ser folga obrigatória, fosse que dia fosse, pois nada paga faltar a esses dias, talvez no próximo ano consiga tirar um dia de férias em cada um dos seus aniversários!

Bom trabalho a todos, o meu tem e vai correr bem!

Beijinhos

Pat

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Duas Ladys e um Portão #2

* Eu sou o portão, se eu falasse eu dizia que não aguento isto, mas que loucura! A Laika parecia possuída, atacou-me com toda a força, parecia que me ia deitar abaixo!! *

Aquela gata... parece que não me deixa em paz! Está sempre a vir espreitar, e depois ralham comigo, COMIGO! Vejam bem o ridículo da situação! Ela é que vem provocar, aquela atrevida, desavergonhada, mal educada a "bufar" e a miar grosso, mas agora, sem vergonha nem medo, vem ela a provocar-me com a sua pata felpuda, e deita-se no chão de barriga para o ar, Ah não não não, ainda está para nascer a gata que me desafia, eu já te mostro! - AU AU AU AU AU!!!

Hey! Mas o que se passa? Puseram aqui uma coisa enorme e agora não consigo ir explorar, tenho de ficar por aqui apenas nesta divisão! Mas que raio, agora não posso ir ver a besta, mas q animal será aquele? Nunca vi nada igual... tão grande e possante, e rude! Não podia chegar os bigodes à passagem que ela atirava-se ao portão que nem uma louca, acho que precisa de ajuda, ela assusta-me, se ao menos ela fosse mais simpática... vou explorar aqui os cantos à sala, pelo menos tenho tudo o que preciso, comida, água, areia e brinquedos, e muitos espaços para dormir! Sim, parece que isto é uma boa vida!

Hey! Mas para onde me levam? Agora fecharam-me na casa de banho? Então porquê? Ah vocês têm medo que eu me aventure para os lados da besta e agora fico aqui, fechada, neste cubico? Olha agora é que me tramaram... mas descansem que um dia eu vou reinar nesta casa e a besta estará aos meus pés miahahahaha!!!
Continua...

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Duas Ladys e Um Portão #1

 
O meu nome é Laika, sempre vivi do lado de cá do portão, às vezes os donos deixam que o passe, nem que seja quando vêm cá aqueles humanos mais pequeninos, eu gosto! Deixam sempre comida ao meu alcance, mas não se aproximem da minha taça, lá porque partilham a vossa comida não esperem que eu faça o mesmo!

Um dia senti uma presença diferente, não era um humano, o cheiro era familiar mas só o tinha sentido no quintal, nunca cá em casa, quando a dona mostrou o pequeno ser, eu sabia que tinha de me preocupar! Aquela bola de pêlo tinha voltado para me atazanar o juízo! Mas esta era muito, muito pequena, o cheiro era diferente por ser uma fêmea, os outros que cá estiveram em casa há uns anos eram machos. Ela parecia muito fofa, muito felpuda, mas eu não gostei dela, não imediatamente, aquele ser diabólico! Eu gosto de gatos, e gatas, mas é no quintal! Não dentro de casa, muito menos no outro lado do portão, muito menos no colo da MINHA dona!

Nina, o meu nome é Nina e ainda só tenho dois mesinhos, era a mais pequena da ninhada e tiraram-me da  minha mãe, do meu irmão, as outras meninas já tinham sido adotadas, faltavamos nós e cá estou eu num colo novo, num lar novo, há um cheiro estranho no ar, um animal grande, não, uma besta! Que medo eu sou tão pequena! Estou assustada e assanhada, quanto mais eu "bufo" mais ela ladra, mas onde me vieram meter? Não posso mostrar que tenho medo daquela besta, é tão rude, a ladrar assim para mim que ainda mal saí da beirinha da minha mãe... felizmente foi um encontro muito rápido, esta nova humana levou-me para a segurança de outra divisão, já posso explorar!
 
Continua...

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Cabelos em Pé!

Olá!

Demorei nove meses a dizer que finalmente estou com os cabelos em pé, é verdade. Ao ponto de querer virar costas e sair de casa e ir dar uma volta para respirar fundo e acalmar, mas não o fiz, não posso, sou mãe e no momento não podia contar com mais ninguém...

O nosso Denis hoje estava/está impossível, duas birras, mas senhoras birras!, para dormir, birra do sono, "não quero dormir na minha cama, não quero dormir no teu colo, não quero dormir na tua cama", ai desgraça.... a primeira birra deu-se depois do almoço, ele almoçou e uma horinha depois, como é costume, toca a fazer a sesta, foi uma hora a chorar que nem um desalmado, até que finalmente adormeceu no meu colo. A segunda não foi assim tão simples. depois do lanche, levou uma hora a fazer birra tanto no colo como na minha cama, nem mamar o ajudou a adormecer, já toda eu bufava com a frustração, uma é mau, duas já é demais. Peguei no menino e pus no berço para, pelo menos, estar descansada não fosse eu adormecer pois os olhos já pesavam, e ele já ameaçou cair da minha cama umas quantas de vezes. ai menina o que tu foste fazer....

Já tínhamos acumulado duas horas de birra, agora acumulamos duas horas de birra mais uma de desespero, os meus vizinhos se ouviram devem ter pensado que estávamos a fazer mal ao miúdo, pois ele berrava desalmadamente como se alguém estivesse mesmo a fazer mal! Até a mim apeteceu gritar, e gritei mas com o pai, que coitado não tem culpa, chegou e pegou no menino, também não foi a melhor opção, não fez a sesta antes do jantar, estão a imaginar o filme não estão? Bodega! Mas lá comeu, nem tentei dar a fruta, só se fosse louca me iria pôr numa dessas aventuras depois da birra a comer!

Por muito que queira desistir e deitar tudo para trás das costas, eu não posso, às vezes não está cá ninguém para trocar de turno comigo, não é? E o mesmo deve ter acontecido com quase todas as mães do mundo, há sempre um dia ou uma hora em que queremos parar e respirar e não temos quem troque um pouco connosco... Mas com ou sem cabelos em pé, acaba por passar às vezes mais rápido, outras nem tanto, e olhamos para eles, o coração derrete e palpita mais depressa, e passa.